Esta poderia ser uma mensagem de agradecimento. Com toda a crise que avassala o Brasil e o Rio de Janeiro, mais uma vez, bastou 1 hora e 58 minutos para que a venda antecipada para a edição de 2017 fosse encerrada. Todos os 120 mil Rock in Rio Cards se esgotaram e milhares de outros pedidos não puderam ser atendidos. Mas, neste momento decisivo para o futuro do Rio, não basta dizer “Muito Obrigado”. A hora é de ação.
Esta terra de todos nós é um espaço iluminado e aberto à criatividade, à coragem, à vontade de fazer e à competência para fazer. Impulsionado pela mística que soube construir, preservar e expandir por mais de 30 anos, o “Rock in Rio” acredita no talento e na capacidade dos cariocas de nascimento ou de coração para se reinventarem diante dos desafios. Vamos pensar, vamos criar, vamos crer em nós mesmos como construtores de uma Nova História do Rio de Janeiro.
O cenário já existe e é um dos mais sedutores do mundo. A infraestrutura adequada à economia de um novo século, alimentada pela combinação de tecnologia, captação turística e serviços, evolui a passos rápidos. Nos anos recentes, foram investidos mais de 25 bilhões de reais em mobilidade pública, revitalização urbana, praças de esportes, museus e muitas outras atrações. A nova Cidade do Rock, construída em terreno privado do Parque Olímpico vem aí, trazendo mais avanços, mais comodidade, mais facilidade de acesso, mais visitantes de todo o planeta. Nada menos de 32 mil quartos foram acrescidos à rede hoteleira, que precisam ser ocupados imediatamente para gerar emprego e renda a partir do poder multiplicador do turismo.
A agilidade da sociedade em rede encurta prazos e abre novos caminhos a cada dia. O capital humano formado aqui multiplica-se em realizações para muito além de nossas fronteiras. Então, falta o que? Falta arregaçar as mangas, formar uma corrente irresistível e dar asas ao ímpeto empreendedor que cresce na alma brasileira.
Vamos em frente, que a vida tem pressa.

Roberto Medina
Criador do Rock in Rio