O Centro Histórico de Rio de Janeiro é mais uma dica de roteiro para o período entre as duas semanas de Rock in Rio. A dica é começar o tour pela Cinelândia, nome popular da Praça Floriano, onde o cinema teve seus tempos áureos na década de 1950, com uma dezena de salas, que renderam ao largo a alcunha famosa. Importantes espaços culturais estão localizados ao redor, como o Cine Odeon, única sala remanescente da época esplendorosa do cinema; o Theatro Municipal, uma das mais antigas casas de espetáculo da América Latina; a Biblioteca Nacional, o Museu Nacional de Belas Artes, o Centro Cultural Justiça Federal e o Palácio Pedro Ernesto, casa da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. 

Seguindo a pé pela avenida Rio Branco, cenário de históricas passeatas de cunho político e um dos locais mais disputados durante o carnaval devido aos seus famosos blocos, é possível vivenciar o centro comercial e de negócios da metrópole carioca, que se diferencia de outras tantas no mundo pela coesão entre edificações históricas e arranha-céus espelhados. Perto dali, na rua Gonçalves Dias, está uma parada obrigatória para repor as energias: a Confeitaria Colombo, com seus salões estilo art nouveau, que há mais de 120 anos serve ponto de encontro de cariocas, artistas e intelectuais, ávidos pelo cardápio de guloseimas ou seu chá da tarde. 

Próximo ao eixo central da avenida Rio Branco, onde ela se encontra com a avenida Presidente Vargas, estão outras três importantes casas: o Centro Cultural dos Correios, a Casa França-Brasil, e o Centro Cultural Banco do Brasil, que juntos formam um importante polo cultural da cidade, responsável por atrair grande público para sua exposições e atividades. Logo ao lado está o Arco do Teles, conjunto arquitetônico do século XVIII que hoje abriga uma dezena de bares, restaurantes e lojas, ligando a Travessa do Comércio à Praça XV, onde está instalado o Paço Imperial, edifício tombado que servia de sede do governo na época do Brasil Colonial, e hoje recebe mostras e atividades culturais. 

A pé ou de VLT, o Centro Histórico pode ser percorrido ao longo de um dia, e além de render ótimas fotos, também é uma experiência única de se conhecer in loco a história do Rio de Janeiro. Mergulhe na cidade e #vemprorio!