ROCK IN RIO BRASIL
FALTAM
MESES
SETEMBRO 2015

Vai ter Deftones no Rock in Rio!

O site NewMetal4U mandou um texto sobre a história do Deftones no Rock in Rio. Confere, os caras mandaram bem:

Talvez muitos não lembrem, mas o Rock in Rio foi a porta de entrada para o Deftones em território brasileiro.

Eles participaram do Rock in Rio 2001, na ocasião a banda californiana e ainda pouco conhecida em território nacional, divulgava o seu recém-lançado e um dos álbuns mais aclamados de sua discografia “White Pony”.

14 anos depois o Deftones é escalado novamente para o line-up do Rock in Rio, agora como uma das atrações principais do palco Sunset. Mais madura e consolidada, a banda continuou seu legado lançando ótimos álbuns, os mais recentes sendo: Diamond Eyes (2010) e Koi No Yokan (2012). Ambos com Sergio Vega no baixo, sendo o substituto de Chi Cheng, o baixista sofreu um grave acidente em 2008 e lutou bravamente por sua vida, até que infelizmente em 2013 Chi veio à falecer.

Uma fase realmente complicada para banda e fãs, onde uma música do álbum “Eros” que tinha participação do Chi e a banda resolveu mantê-lo guardado, foi liberada na internet. A música se chama “Smile” e foi uma surpresa positiva para os fãs e também para a banda, se tornando um som em lembrança a Chi e com uma mensagem de conforto e de esperança: “Smile. You’re born again”.

A banda atualmente se encontra em estúdio trabalhando no que será seu 8° álbum de inéditas, com grandes possibilidades de apresentar aos fãs algum novo single em sua apresentação no palco Sunset.

Outro fato importante é o aniversário de 20 anos do álbum de estréia “Adrenaline”, a festa está garantida no palco Sunset.

O Deftones se apresentará no dia do System of a Down e Queens Of The Stone Age, com a peculiaridade de englobar o som pesado e frenético do primeiro com o som alternativo e brisante do segundo, mantendo um som único que traz a aura dos nos 90 com a modernidade e evolução atual. É de se esperar um show tão intenso como o de 2001 e que cative os fãs de música que irão no dia 24 de setembro. A ilustre banda não tão desconhecida agora tem tudo para surpreender.

Somos o New Metal 4U, site dedicado ao new metal/rapcore com o objetivo de divulgar o mainstream e underground do gênero. Feito de fãs para fãs. Esperamos pela consagração das bandas do estilo como Korn, Slipknot, System of a Down e claro, o Deftones em um festival tão notório e abrangente quanto o Rock In Rio.

Conheça e siga as redes do site NewMetal4U:

Site: http://newmetal4u.com/pt/
Facebook: www.facebook.com/NewMetal4U
Twitter: https://twitter.com/NewMetal4U
Instagram: https://instagram.com/newmetal4u
Youtube: https://www.youtube.com/user/NewMetal4U

26 novos shows confirmados no Sunset

Com um cenário de tirar o fôlego, no Pão de Açúcar, Zé Ricardo revelou 25 novidades do line-up do Palco Sunset. Nomes de peso, como Baby do Brasil, Nação Zumbi, Ira!, Lenine e Korn, que se juntam a John Legend,que já havia sido anunciado. Os shows acontecem entre 18 e 20 e de 24 e 27 de setembro de 2015, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, logo após a abertura dos portões.

“O Palco Sunset já se consolidou de uma maneira tão grande que agora artistas e empresários já passam o ano pensando em propostas de misturas para nos oferecer”, comemora o diretor artístico do Palco, Zé Ricardo. “Procuro mesclar nomes consagrados da música a novidades e revelações. Tem espaço para todo mundo”.

Homenagem a Cássia Eller: 18/09
O primeiro dia do festival já começa com um tributo a Cássia Eller, grande cantora brasileira que fez história no Rock in Rio 2001 e deixou saudades por onde passou. Bandas e artistas homenageiam a roqueira cantando seus principais sucessos.

Lenine + Nação Zumbi + Martin Fondse: 18/09
Esse show faz a ponte entre Recife e Amsterdã: o cantor pernambucano saiu em turnê com o maestro holandês e sua orquestra pela Europa. Agora, os músicos se juntam à Nação Zumbi, banda também pernambucana, para fazer um som universal.

Ira! + Rappin Hood + Tony Tornado: 18/09
Na ativa novamente depois de um recesso de sete anos, Scandurra e Nasi retomam a parceria e quem agradece são os fãs. Curta o show de uma das bandas de rock mais emblemáticas de São Paulo no Rock in Rio com um convidado especial.

Dônica + Arthur Verocai: 18/09
Experimentalismo e musicalidade rica: é isso que você vai ver nesse show. Pense em rock progressivo, jazz, MPB, música experimental e bossa nova. Agora você tem a receita do som da alternativa banda carioca Dônica e do instrumentista e compositor Arthur Verocai.

Korn: 19/09
Espere por momentos marcantes e um show explosivo. Principal representante do nu metal e na estrada há 18 anos, o Korn sabe misturar sons. Agora, os caras voltam ao Brasil para detonar no Sunset.

Ministry + Burton C. Bell: 19/09
Prepare-se para muito metal industrial nesse show com participação especial do vocalista da Fear Factory. Burton já tocou algumas vezes com Ministry e nessas apresentações ao vivo divide os vocais com Al Jourgensen. Juntos, eles vão incendiar o Sunset.

Angra + Dee Snider + Doro Pesch: 19/09
Isso mesmo que você leu. Três lendas do heavy metal juntas para fazer tremer a cidade do rock. O que vai sair desse encontro? Só estando lá para saber, mas uma coisa é certa: seus ouvidos nunca mais serão os mesmos.

Noturnall + Michael Kiske: 19/09
O ex-vocalista do Helloween se junta à nova sensação no metal nacional formado por ex-integrantes do Shaman com o renomado baterista Aquiles Priester, ex-Angra e fundador do Hangar. Um som agressivo te espera!

Magic!: 20/09
É impossível ouvir o sucesso Rude e não colocar um sorriso no rosto. Imagina um show cheio de músicas deliciosamente dançantes e muita energia positiva dessa banda de reggae fusion.

Baby do Brasil + Convidado: 20/09
Quase 50 anos de carreira e ela não para. Já foi Consuelo, Nova Baiana, Telúrica, Cósmica, Matrix, Barrada na Disneylândia e agora toca com um convidado especial seus maiores hits no show da turnê “Baby Sucessos – A Menina Ainda Dança”.

Alice Caymmi + Eumir Deodato: 20/09
Uma apresentação classuda da expoente da terceira geração da emblemática família Caymmi e grande nome da moderna música brasileira ao lado da lenda do jazz, o aclamado e premiado pianista e produtor musical Deodato. Faça um favor aos seus ouvidos: não perca!

Deftones: 21/09
Alternative metal, art rock, dream pop, experimental rock, post-grunge, progressive rock ou rap metal? É difícil definir um estilo para o Deftones. Bem mais fácil é se deixar levar pelo som e o carisma de uma das melhores bandas da atualidade.

Lamb Of God: 21/09
O clima vai ficar pesado. E isso é maravilhoso. Uma das bandas mais importantes do novo heavy metal americano vai tomar conta do Sunset. Por isso, prepara o pescoço porque o headbang vai ser forte.

Halestorm + Convidado: 21/09
A banda de rock americano dos irmãos Lzzy Hale e Arejay Hale está prestes a lançar o terceiro álbum de estúdio, chamado “Into The Wild Life”. E você assiste aos caras ao vivo primeiro no Rock in Rio com um convidado especial.

Project46 + John Wayne: 21/09
As bandas paulistanas de metal sobem ao palco do Sunset juntas pra fazer um som brutal e energético. Os caras do John Wayne ainda têm influencias hardcore e death, enquanto o pessoal do Project46 faz aquele metal soco na cara.

Steve Vai + Camerata Florianópolis: 25/09
Dono de uma criatividade infinita e uma técnica primorosa, o lendário guitarrista toca ao lado de uma das principais orquestras do sul do país em um show virtuoso e intenso. Prepare-se pra um espetáculo sonoro inesquecível.

Nightwish + Jukka Nevalainen: 25/09
Famosa por fazer uma mistura de power metal com metal sinfônico, a banda finlandesa volta ao Brasil para um show imperdível. Para comemoração dos fãs, Jukka Nevalainen, baterista original do grupo que passou um período afastado, também participa do espetáculo.

Moonspell + Derrick Green: 25/09
Uma das maiores bandas de Gothic Metal do mundo chega ao Brasil para tocar com Derrick Green, vocalista do Sepultura. A mistura vai ser explosiva e não vai sobrar pedra sobre pedra no palco.

Clássicos do Terror: 25/09
André Moraes + André Abujamra + Constantine Maroulis + The Heavy Metal All Stars vão fazer o clima ficar soturno, nessa grande homenagem aos filmes de terror e suas trilhas sonoras. O show vai ter ainda grandes sucessos de Heavy Metal.

Sérgio Mendes + Carlinhos Brown: 26/09
A parceria dos multitalentosos músicos já rendeu uma indicação ao Oscar de melhor canção por “Real in Rio” e agora se repete no Palco Sunset. Mendes, com seu balanço e brasilidade característicos, toca com Brown sucessos dos dois músicos.

Angelique Kidjo + Convidado: 26/09
Conhecida por sua diversidade musical, Angelique Kidjo canta com um convidado especial músicas de “Eve”, seu trabalho mais recente. Vencedor do Grammy 2015 por melhor álbum de World Music e um disco dedicado às mulheres da África por sua resiliência e beleza.

Erasmo Carlos + Ultraje a Rigor: 26/09
O encontro do rock brasileiro: o Tremendão, que recebeu o Grammy Latino 2014 de Melhor Álbum de Rock por “Gigante Gentil”, toca ao lado dos eternos caras que vão invadir sua praia. Hits não vão faltar nesse show.

Brothers of Brazil + Convidado: 26/09
Exímios instrumentistas e donos de uma poderosa presença de palco, os irmãos Supla e João Suplicy prometem uma apresentação pulsante ao lado de um convidado especial.

Al Jarreau + Convidado: 27/09
O cantor e percursionista de jazz promete um show com muito suingue ao lado de um convidado especial. O músico americano, que tocou em 1985, volta ao Rock in Rio pra comemorar os 30 anos do festival.

Aurea + Boss AC: 27/09
Esse dueto vai fazer uma mistura contagiante: o soul dela com o rap dele vão invadir o Sunset para repetir a dobradinha que deu supercerto na edição de 2014 do Rock in Rio Lisboa. Prepare-se!

Suricato + Raul Midón: 27/09
O grupo carioca com nome de bicho africano chega ao segundo álbum com seu folk feito, como diria Noel Rosa, nas regras da arte. Misturando rock, country e blues, os caras se juntam no palco com o cantor e guitarrista do Novo México.

E não para por aí. Em breve, conheça os últimos nomes que vão completar o line-up do Palco Sunset. Tá preparado? Aguarde também a venda de ingressos, que começa no dia 9 de Abril, às 10h, na Ingresso.com.

Novos confirmados – Rock in Rio USA

O Line-up do Rock in Rio USA cresce e dessa vez a gente vem com várias novidades ao mesmo tempo. Tem Rock, Pop, R&B e música brasileira.  Afinal, estamos falando de um festival que tem diversidade musical no seu DNA.  Os novos nomes se juntam ao time que já tem artistas como Bruno Mars, Metallica, Taylor Swift, Linkin Park e No Doubt.  Essa festa vai rolar nos dias 8, 9, 15 e 16 de maio.

Palco Mundo

The Pretty Reckless
Um vocal feminino potente e cheio de fúria roqueira com uma banda a altura. O resultado é um som que tem elementos do Metal, do Hard Rock, do Rock alternativo e mais tudo de bom que envolve guitarras altas.

Hollywood Undead
Eles vieram do underground e têm orgulho disso.  São como uma batida de frente em alta velocidade do Rap com Rock.  “Swan Songs”, a estreia fonográfica dos caras, revelou em 2008 que o som deles é intenso e com potencial de sucesso.

Sam Smith
Imagine um artista que esgotou todos os ingressos de um show no Madison Square Garden em apenas 30 minutos e que tem colaborações com nomes como Nile Rodgers e A$AP Rocky. Imaginou? Esse é Sam Smith, um diamante britânico que acumula um Brit Awards e indicações para as maiores premiações da Europa, como o MTV EMA.

Echosmith
Formada pelos irmãos Jamie (vocal/guitarra), Sydney (vocal/teclados), Noah (vocal/baixo) e Graham(bateria), o Echosmith faz um pop que é descendente direto da New Wave, mas que possui contornos modernos, claramente influenciados pelas cores da Califórnia, de onde vem a banda.

Ivete Sangalo
Se tem alguém que pode representar a força e o veneno da música brasileira atual é Ivete Sangalo. O enorme liquidificador de ritmos do som da cantora é de fazer qualquer festival pular, tirar o pé do chão, dançar como se estivesse no carnaval brasileiro.

Empire of the Sun
Eles usam a música eletrônica para fazer um Pop tão futurista quanto influenciado pela música de décadas passadas.  Os álbuns “Walking on a Dream” (2008) e “Ice on The Dune” (2013) são uma viagem sonora, sem escalas, do som dos anos 70 ao Synthpop atual.  E ainda tem a trilha sonora “Dumb and Dumber To” para mostrar que a fonte não esgotou.

Palco Sunset
Foster The People

Ninguém resistiu ao single “Pumped up Kicks”. O início da década viu surgir um fenômeno Indie mundial.  A banda já está no segundo álbum e segue fazendo sucesso.

Jessie J

Fortes influências do R&B com Pop da melhor qualidade. Isso sem falar na poderosa voz. O sucesso que ela alcançou desde que iniciou sua carreira faz a gente imaginar uma discografia maior do que os 3 álbuns que lançou até agora. Mas em “Who Are You” (2011), “Alive” (2013) e o recente “Sweet Talker” está resumido todo o talento dessa inglesa carismática.

Gary Clark Jr.

Um daqueles guitarristas que parecem ter fogo nas mãos. Mas Gary Clark Jr. não é só um ótimo músico, é um artista de grande destaque do Rock & Roll atual.  E sua música traz ainda fortes influências do Blues e flerta com o R&B e até Hip Hop.  No currículo, o belo “Black and Blu” ( lançado em 2012) e um Grammy.

Bleachers

Indie-Pop com uma pegada de Rock Alternativo. Essa receita inspirada virou disco em 2014 com o nome de “Strange Desire”. O cara a frente do som é o Jack Antonoff. Antes desse projeto solo, o multi-instrumentista, compositor e produtor ficou conhecido como membro do Fun.

Saints of Valory

Esses criadores de belas melodias estão entre os novos nomes do Rock que merecem toda atenção. Eles têm um jeito especial de juntar o som da guitarra com ganchos pop. Basta uma conferida em “Neon Eyes”, um dos primeiros singles que lançaram, para querer ver esses caras ao vivo.

Of Mice and Men

A praia desse quinteto californiano é o Metal com conexões com o Hardcore. Mas talvez baste dizer que se trata de Rock and Roll nervoso e sem filtro. Com riffs certeiros e gritos poderosos a banda criou um som com personalidade e alto potencial de impacto.

Charli XCX

Ela é um dos nomes mais hot da atual música pop. O som dela pode ser encarado como uma leitura cheia de personalidade do Synthpop ou talvez algo como Indie-Eletrônico. Enfim, não importa, a música é simplesmente irresistível.

Tove Lo

Uma viagem envolvente com fartas doses de boa música Pop e saboroso tempero eletrônico. Quem já ouviu “Habits (Stay High)”, o hit que também ganhou um ousado vídeo clipe, já se ligou que a moça ainda vai fazer muito barulho por aí.

James Bay

Belas melodias ao violão com jeitão indie e influências do Rock. Com pouco mais de 20 anos o cantor e compositor britânico já deixou claro que tem fôlego para uma longa carreira.

Magic

Ouvir “Rude” é garantia de ficar com muito alto astral. O mega hit que já alcançou posições de destaque em paradas de sucesso de várias partes do mundo é um reggae delicioso com vocação Pop. A canção é uma apresentação mais do que perfeita para quem ainda não conhece a banda. Mas de onde veio ela tem muito mais.

Mikky Ekko

Esse cara é uma das surpresas mais criativas do Pop atual.  Quando apareceu para o mundo com “Stay” – sucesso na voz de Rihanna, que ele é um dos autores e também coproduziu – despertou a curiosidade de todo fã de boa música. A bonita balada ao piano é uma boa mostra do que o cantor, compositor e produtor é capaz.

E não esqueça: a venda de ingressos começa no dia 20 de janeiro. Quem reservou antes já pode associar o ingresso a um dia do festival. Confira sua caixa de e-mails.

Retrospectiva Rock in Rio 2014

Ano que vem tem festa, o Rock in Rio faz 30 anos, mas isso não quer dizer que 2014 foi parado. A gente agitou esse ano. Fomos para Portugal novamente, contamos uma grande novidade, levamos Rock para as ruas de Nova York, demos presentes, fizemos surpresas… Mais um capítulo na história do festival foi escrito e sempre com boa trilha sonora. Já que o ano está acabando vamos lembrar só algumas “coisinhas” que aprontamos:

10 anos em Lisboa

Para comemorar uma década do Rock in Rio em Portugal, o festival caprichou no line-up e o resultado do que rolou nos dias 25,29 e30 de maio e no dia 1° de junho só poderia ser uma festa histórica. Não tem outro jeito de falar de um festival que teve, por exemplo, um show dos Rolling Stones com participação de Bruce Springsteen.

Malas prontas

Esse ano contamos uma grande novidade para todo mundo: estamos indo para a América do Norte. Depois de carimbar o passaporte em Lisboa e Madri, o Rock in Rio agora se prepara para desembarcar nos EUA. A edição americana do festival vai rolar em Las Vegas nos dias 8, 9,15 e 16 de maio de 2015.

Times Square é nosso!

Em setembro, o Rock in Rio fez uma bagunça boa no famoso endereço de Nova York. Além de uma coletiva de imprensa para falar da edição americana do festival e o anúncio das primeiras atrações, montamos um palco na rua com Sepultura e John Mayer tocando ao vivo, quer mais?

Missão Possível 

Convocamos os “agentes Rock in Rio”, em novembro. A missão: achar 30 maletas com 2 Rock in Rio Cards que estavam “perdidas”. 300 fãs, que provaram conhecer bem o festival, foram para a Lagoa Rodrigo de Freitas (RJ) com a missão de encontrar esse tesouro, 30 deles garantiram a sua presença e de seus acompanhantes na edição de 30 anos do festival.

Experiência A-Ha

Aí de repente você é escolhido para viver uma experiência Rock in Rio. Não tem ideia do que é, mas topa. Depois de conhecer um pouco sobre a história do festival e visitar o Maracanã, palco da segunda edição, você dá de cara com seus maiores ídolos. Pode abraçar, tirar fotos, pedir autógrafos e até conversar. Um sonho? Pode parecer, mas foi o que 10 sortudos viveram – com a ajuda do Rock in Rio. Eles encontraram com o A-ha e, além disso, a banda aproveitou para anunciar que vai tocar na próxima edição do festival, no Brasil. Olha como foi.

Pois é, 2014 foi bem agitado. Só que ano que vem vai ser muito mais. Vai ter Rock in Rio no Brasil e essa festa vai ser mais do que especial, afinal de contas, não se faz 3 décadas todo dia. Prepare-se!

Coheed & Cambria e Sepultura no Rock in Rio USA

E as novidades não param. Já temos mais 2 novos nomes confirmados para o Rock in Rio USA. Eles falam a língua das guitarras. Olha só o time que vai marcar presença no festival:

Coheed & Cambria – Palco Sunset

O Heavy Metal, o Hardcore e até o Rock Progressivo combinam perfeitamente no som desses caras. A banda que está em atividade desde o início dos anos 2000 tem uma história de sucesso e traz nas cordas e suas guitarras a experiência de quem sabe muito bem o que está fazendo. O Coheed & Cambria deixou sua marca na edição de 2011 do Rock in Rio no Brasil. A volta deles é mais que bem-vinda.

Sepultura – Palco Sunset

O grande representante do Heavy Metal do Brasil já se tornou um nome internacional faz tempo. Com a moral de ter em sua discografia alguns álbuns já clássicos do gênero o Sepultura vai para o Rock in Rio USA com experiência de quem já tocou em várias edições do festival. A rapaziada está em casa.

É isso aí, se prepare que a estreia do Rock in Rio em Las Vegas vai ser de peso. O festival acontecerá nos dias 8, 9,15 e 16 de maio. Reserve seu ingresso.

System of a Down confirmado no Rock in Rio

Velhos amigos não podem ficar de fora das grandes comemorações. É por isso que o Rock começa a aparecer na festa de 30 anos do Rock in Rio. E o primeiro nome confirmar presença é o System of Down.

O som pesado tomou novos rumos com o System of a Down.  Guitarras se juntam a instrumentos orientais e o Heavy Metal se mistura com elementos pouco comuns ao gênero. O resultado disso é explosivo e no palco a coisa não tem efeito diferente. Em 2011, se apresentaram no Rock in Rio e surpreenderam a plateia.

Não foi pouco o sucesso alcançado pelos cinco álbuns da carreira da banda e entre os prêmios que já receberam tem um Grammy.  A paulada sonora de “B.Y.O.B” levou o troféu de “Melhor Performance de Hard Rock” em 2006.

Prepare-se que a edição de 30 anos do Rock in Rio não vai ser para amadores. A festa – marcada para rolar nos dias 18, 19, 20, 24, 25, 26 e 27 de setembro de 2015 – já confirmou a presença de Katy Perry e John Legend. Essa lista ainda vai crescer muito. Para garantir que você também vai comemorar com a gente fique ligado na venda do Rock in Rio Card, que rola amanhã, 18, a partir das 10h. Saiba mais.

Rock in Rio Card: vendas no dia 18

Ano que vem o Rock in Rio completa 30 anos. Você já deve estar imaginando que a edição do festival que vai rolar nos dias 18, 19, 20,24, 25, 26 e 27 setembro de 2015 vai ser demais, né?

Então, como garantir o mais rápido possível a sua entrada nessa festa inesquecível? Simples, basta adquirir o seu Rock in Rio Card. Estamos falando de ter nas mãos, antes de todo mundo, a “chave” que dá acesso a todos os palcos, a Rock Street e aos brinquedos já clássicos do festival (tirolesa, montanha russa e roda gigante). Depois é só começar a contagem regressiva. As vendas desse concorrido passaporte para uma viagem musical histórica começam dia 18 de novembro.

O line-up ainda não está completo? Não combinou com os amigos quando será melhor para se encontrarem na Cidade do Rock? Ainda não quer decidir o dia?  Cara, comprando o Rock in Rio Card você não tem que se preocupar com nada disso. O ingresso está garantido e você pode deixar para escolher quando vai curtir o festival depois, mais precisamente entre os dias 02 de fevereiro e 02 de abril de 2015 (a gente te avisa por aqui também, não se preocupa).

Vale lembrar que cada CPF poderá comprar 4 Cards e apenas 1 deles pode ser de meia entrada – e você divide em 4x sem juros. Enfim, é uma oportunidade imperdível. Mas fique ligado que o Rock in Rio Card é um privilégio muito disputado.  Isso quer dizer que se você não correr pode perder essa chance.

Se liga, Donald Sutherland tem um recado pra você:

Pra saber valores e outras infos, acesse esse link.

Rock in Rio USA anuncia novos confirmados

Aqui vamos nós! Bem na coletiva de imprensa que apresentou o conceito da Rock Street no Rock in Rio USA, surgiu uma baita surpresa: três baita nomes foram confirmados para a nossa estreia em Vegas. Olha só o calibre:

Bruno Mars – Palco Mundo
Ao longo de sua carreira como cantor, Bruno Mars lançou dois álbuns, ganhou dois prêmios Grammy e vendeu mais de 11 milhões de álbuns e 68 milhões de singles em todo o mundo. Mars é considerado agora como um dos artistas solo de maior sucesso no mundo, colocando 5 singles no topo da lista Billboard Hot 100 desde o inicio de sua carreira.

Ed Sheeran – Palco Mundo
Misturando vocais com o verdadeiro folk e uma pegada de hip-hop irresistível, Ed Sheeran é um verdadeiro fenômeno global. Aclamado pelo novo álbum “X” o britânico de 23 anos, cantor e compositor foi parar no 1º lugar em 14 países ao redor do mundo, incluindo Estados Unidos e Reino Unido, onde é o álbum mais vendido do país neste ano.

Joss Stone – Palco Sunset
A vencedora de um Grammy e vários Brit Awards, conhecida como a “Diva do Soul”, possui três álbuns lançados, que já venderam mais de 12 milhões de cópias em todo o mundo. A cantora e compositora britânica já foi comparada a Aretha Franklin e Janis Joplin por sua voz única. Joss Stone esteve por duas vezes no festival, uma vez no Rio e outra na edição de Lisboa.

E isso é só o começo. Que venha o Rock in Rio USA!

Vai ter Deftones no Rock in Rio USA

Aí o Rock in Rio pensou: vamos colocar o Deftones no Palco Sunset? É lá que as experimentações tem lugar garantido. E pelo DNA da banda, eles vão se sentir em casa.

Metal alternativo? Nu metal? Simplesmente Rock and Roll? Tentam definir a música do Deftones de muitas maneiras diferentes, mas quando o som dos caras bate na cabeça isso perde a importância. Só dá vontade mesmo é de aumentar o volume.  No palco a parada fica turbinada e se o espaço for aberto ao inusitado aí a coisa fica sem limites.

São 26 anos de carreira com 7 álbuns de estúdio na discografia e muita estrada.  Entre os vários prêmios que a banda já ganhou tem até Grammy. O gramofone de ouro foi para a mão dos caras em 2001. Por falar nisso, foi nesse mesmo ano que o Deftones tocou pela primeira vez no Rock in Rio.  A estreia deles foi na edição brasileira do festival na mesma noite do Red Hot Chili Peppers. Que bom que eles vão dar as caras novamente.

Aliás, já viu quem mais confirmou sua participação na edição americana do festival? Confira aqui. Para não perder essa experiência você já pode garantir seu ingresso para o Rock in Rio USA, que vai rolar nos dias 8, 9 e 15, 16 de maio de 2015. Mas corre lá que a Pré-Venda é limitada INGRESSOS.

Palco Sunset – Um Espaço para o diferente

E se o Rock in Rio tivesse um palco para encontros musicais inusitados, shows diferentes e tudo com total liberdade para experimentar?  Esse é o Palco Sunset.

Parte integrante do Rock in Rio, o Sunset nasceu em Lisboa, na edição do evento que rolou por lá em 2008.  A diversidade musical, característica que acompanha o festival desde o início, é muito bem representada nesse espaço que é uma atração por si só. Criatividade, surpresas e ousadia ditam a clima do palco. Tem gente nova, veteranos com projetos especiais, parcerias de artistas de gêneros diferentes… Tudo pode acontecer. A verdade é que o Sunset nunca foi encarado como um palco secundário, mas sim como mais um lugar para completar a experiência Rock in Rio.

6179269355_14bae08eac_z

Foto: Marcelo Mattina

No Brasil a novidade estreou em 2011 e começou já promovendo momentos incríveis. Mike Patton foi uma das atrações naquele ano. O vocalista do Faith no More veio para cá com o seu projeto Mondo Cane, em que canta versões de Standards do cancioneiro italiano. O show emocionante foi completado pela participação da Orquestra Sinfônica de Heliópolis, que é formada por jovens de baixa renda de São Paulo. Outra super parceria que aconteceu em 2011 foi a de Milton Nascimento e Esperanza Spalding. O encontro do grande nome da MPB com a nova estrela do Jazz rendeu até uma versão de “Maria Maria”, o clássico de Milton e Fernando Brandt.  E o que aconteceria se uma banda Heavy Metal tocasse junto com um grupo de percussão francês? No Sunset deu para descobrir. Também em 2011 o Sepultura se apresentou com o Les Tambours du Bronx. A paulada cheio de ritmo deu tão certo que voltou a rolar na edição de 2013. O show, que dessa vez aconteceu no Palco Mundo, acabou virando um DVD, lançado esse ano (2014).

9826667323_8c872ff090_z

Foto: Raul Aragão / I Hate Flash

A gente tem que lembrar também de grandes momentos que rolaram no Sunset do Rock in Rio 2013. O Rock and Roll do Living Colour se conectou perfeitamente com a Wolrd Music de Angélique Kidjo. Nunca os EUA e Benin pareceram tão próximos. Um tributo aos Ramones com dois caras que passaram a vida tocando Punk Rock também é uma boa ideia para o Sunset.  E ela aconteceu em 2013.  Marky Ramone e Michale Graves (ex-Misfits) tocaram músicas da extinta banda americana no Rock in Rio. Teve Blues no espaço da liberdade musical do festival. O veterano bluseiro Charlie Musselwhite subiu ao palco com Ben Harper e o resultado dessa parceria foi parar em listas de melhores shows do ano no Brasil.

O Palco Sunset já tem sua história e a cada edição do Rock in Rio desperta expectativa sobre que novas surpresas aconteceram por lá. E você, tem algum palpite para um novo encontro musical que tem a ver com esse espaço de ousadia?

Falta pouco para os EUA curtirem o Rock in Rio

Ano que vem o Rock in Rio desembarca nos EUA. E não vai ser brincadeira. Las Vegas vai receber o maior festival de música e entretenimento do mundo com tudo que tem direito.

Serão 4 dias de festa (8.9.15 e 16 de maio).  Seguindo a tradição de ser um festival que abriga a diversidade musical, a edição americana terá um fim de semana com o perfil mais pop e outro mais rock.

As atrações vão se apresentar em 3 grandes palcos e fique ligado que elas serão divulgadas em breve. Além do principal palco de shows, Las Vegas também terá suas versões do Palco Sunset e do Eletrônica. Ou seja, estão garantidos os encontros musicais inusitados e uma super pista de dança.

A Rock Street vai ter nada menos que 3 espaços diferentes. Uma delas será dedicada à cultura Brasileira, outra a americana e mais uma para a inglesa.  Cada uma com seu respectivo palco. Muito som vai rolar!

A Cidade do Rock que será erguida na Strip, um dos principais endereços de Vegas, terá , aproximadamente, 162 mil m².  A capacidade é 85 mil fãs de música por dia. Para ter uma ideia do lance se liga nesse vídeo com um tour virtual pelo lugar.

Experiência é o que não falta para o Rock in Rio, mas ele ainda se aliou a alguns fortes parceiros lá nos States. O MGM Resorts International, o Cirque du Soleil e o investidor Ronald W. Burkle estão no time que vai ajudar a realizar esse big evento.

Nada como comemorar 30 anos em grande estilo. Sim, em 2015 o Rock in Rio completa 3 décadas de história e isso não pede apenas uma festa, mas duas. Vale lembrar que o Brasil também terá o seu festival e ele acontecerá em setembro. Por isso, reserve aí na sua agenda. 2015 é o ano do Rock in Rio!

O Rock in Rio por: The Offspring Brasil

Trilha sonora para a leitura:

A entrada na cidade do rock foi tranquila e conseguimos chegar ao palco Sunset a tempo de pegar um bom lugar para acompanhar o show. Apesar de ter que esperar mais 5 horas para começar o show dos caras, aguardamos pacientemente, assistindo os primeiros shows do palco Sunset, que também foram muito bons. A junção do Autoramas com B Negão agitou bastante o público, assim como o Marky Ramone e o tributo a Raul Seixas.

Começa a expectativa e a adrenalina vai às alturas. Um a um os membros começam a surgir no palco: Pete Parada, Todd Morse, Greg K, Noodles e, finalmente, Dexter, que puxa um “OK! Ya! Ya! Ya! Ya!” que faz o palco Sunset ir a baixo! Um dos clássicos da banda para iniciar o show (“All I Want”), que não deixa ninguém parado. Esse é um dos momentos de maior energia e o show não poderia começar melhor.

Em sequência, mais dois clássicos do álbum “Smash”: “Bad Habit” e “Come Out And Play”. Na primeira música citada, mais um momento em que a adrenalina não baixa e as rodas punk só aumentam.

Quebrando um pouco a sequência dos clássicos, a banda trouxe uma música do seu mais recente álbum, a própria faixa título “Days Go By”. Por ser uma música mais calma, este foi um momento do público retomar o fôlego. Vale a pena ressaltar que esta música ao vivo é sensacional e, de certa forma, reflete um pouco do momento da banda, que em breve completa 30 anos de carreira, e passa uma mensagem de esperança.

Em seguida, a banda toca mais algumas canções de grande sucesso, como “Original Prankster”, “You’re Gonna Go Far, Kid” e a empolgante “Staring At The Sun” (infelizmente não acompanhada de “Have You Ever”). Na sequência, o momento de dar uma pausa na agitação e tocar a baladinha “Kristy, Are You Doing Okay?”.

Por ser um festival, a banda focou em tocar os maiores sucessos de sua carreira, trazendo músicas como “Want You Bad”, “Hit That”, e também o álbum “Americana”, tocando “Why Don’t You Get a Job?”, que fez com que todo o público do Sunset acompanhasse junto a introdução da canção, com palmas solicitadas pelo baterista Pete Parada.

Quebrando a sequência de canções do “Americana”, a banda também tocou a curta e empolgante “(Can’t Get My) Head Around You” do “Splinter” e voltou com mais 2 clássicos que levaram o público à loucura: “Pretty Fly” e “The Kids Aren’t Alright”, fazendo o público acompanhar os “whoo whoos” clássicos que marcam as músicas da banda.

Para os fãs que já vinham acompanhando os shows da banda na América do Sul, todos sabiam que eles estavam tocando California Sun, do Ramones, em seus shows. No Rock In Rio, nada mais apropriado do que tocar essa música, já que ali estava um dos representantes da banda, Marky Ramone. Se uma homenagem já seria sensacional, a banda surpreendeu a todos quando convidou o histórico baterista ao palco. O público foi à loucura. Além do cover, eles também tocaram R.A.M.O.N.E.S. do Motorhead, mais uma homenagem à banda precursora do punk rock. Era visível que todos os membros do Offspring estavam muito felizes em tocar com um membro do Ramones. Após o momento épico, Dexter Holland disse: “This is the Best night of my life!” e encheu de orgulhos todas as pessoas presentes. Finalizando o show com chave de ouro, a banda emendou o clássico “Self Esteem”, com o público cantando junto e pulando enlouquecidamente.

Resumindo, foi um show histórico. Trazendo uma grande banda para o palco Sunset, que, em alguns momentos ficou pequeno para a importância da banda e para o grande público que compareceu. Apesar disso, um show para ficar marcado na história do Rock In Rio e de todos os presentes naquele dia.

Passada a euforia do show, o The Offspring Brasil continua mais forte do que nunca! Novidades e novas parcerias surgindo a todo momento e uma certeza só no coração: levar informação e conteúdo de qualidade para os fãs da banda no Brasil! 

Obrigado ao Rock In Rio, aos fãs e ao The Offspring por proporcionar esses momentos únicos. VOCÊ SÃO FANTÁSTICOS!

Agradecimento especial ao Leandro Moraes, que não é propriamente da equipe do site porém é um dos colaboradores mais assíduos e ajudou demais na edição do texto.”

Se você quer ser uma parceiro The Offspring Brasil ou quer simplesmente trocar divulgações favor entrar em contato pelo email : alan@theoffspring.com.br

Facebook – www.facebook.com/OffspringBR

Twitter – www.twitter.com/OffspringBR

Website – www.theoffspring.com.br

Grupo no Facebook -  www.facebook.com/groups/268043456567374/

Críticas ou sugestões : contato@theoffspring.com.br

O Rock in Rio por: Portal Kimbra

Agora é a vez do Portal Kimbra contar pra gente como foi curtir o show da Neozelandeza ao lado do Olodum no Palco Sunset do dia 15/09.

O Rock In Rio passou, e a vontade de que 2015 venha só aumenta. Parece que foi ontem, que nós estávamos ansiosos, loucos para que chegasse o dia  15 logo para curtirmos o festival, e o show da nossa querida Kimbra, que estávamos contando os dias. Vou contar como foi a nossa experiência.

Dia 15 de setembro chegou, e finalmente era o dia de curtir o show que tanto esperávamos. Saímos de casa bem cedo super preparados, fomos para o terminal Alvorada com destino a Cidade do Rock! Estava um Sol bem forte, e ficamos na entrada da Cidade do Rock com uma galera bem animada, esperando os portões abrirem, e não víamos a hora disso acontecer. Quando deu 14h, os portões abriram e foi um momento único.

Era muita alegria estar correndo para a Cidade do Rock, vendo aquele lugar incrível, e não saber em qual ir primeiro. Como nosso objetivo principal era ver a Kimbra, corremos para o Palco Sunset, e ficamos super perto do palco! Enquanto a hora da Kimbra se apresentar não chegava, ficamos curtindo o show dos outros artistas que se apresentaram antes, e por falar nisso, gostamos muito do show da Áurea com o The Black Mamba. Curtimos muito!

 O tempo passou, e finalmente chegou a hora da Kimbra. O Palco Sunset já estava bem mais cheio, e quando ela entrou, o pessoal foi bem receptivo. Ela foi mega fofa, falou em português, e cantou nossas músicas favoritas! Brincou e arrasou no palco! Nós cantamos todas as músicas com ela, e registramos o momento com muitas fotos.

Levamos uma bandeira com o nome dela e ela viu! Ficamos bem felizes! O show por completo foi deslumbrante! Adoramos a parceria com o Olodum, foi uma parceria inédita, e que deu maravilhosamente bem. Conseguiu agitar o público, foi bacana demais! Superou totalmente todas as expectativas! Ficamos muito satisfeitos também, pois escutamos comentários positivos de muitas pessoas que não conheciam a Kimbra, e estavam conhecendo pela primeira vez, e virando fã. Saímos de lá realizados e super felizes pelo show, que foi fantástico, como já esperávamos.

Quando acabou, fomos curtir a Rock Street, e depois pegamos carona nos shows do Palco Mundo. Foi uma experiência ótima para nós, e também para a Kimbra. Ela está trabalhando em seu novo álbum, e pretende voltar mais vezes ao nosso país. Agradeço ao Rock In Rio por ter a convidado para vir ao RiR se apresentar, e ter realizado um desejo nosso, que era realmente ter um show dela aqui. Esperamos poder vê-la em outras edições. Obrigada Rock In Rio! Nos vemos em 2015.

Twitterhttp://twitter.com/portalkimbra/

Facebookhttp://facebook.com/portalkimbra/

Rock in Rio 2013: um sábado família

Se a quinta foi o dia do metal e sexta o dia dos casais, ontem foi com certeza o dia mais família do Rock in Rio.

A imagem mais comum era a de pais e filhos andando juntos pela Cidade do Rock, aproveitando o clima ensolarado para passear pela Rock Street, ir na Roda Gigante e ver os shows do dia.

O Palco Sunset começou com o italiano Jovanotti cantando junto da big band Orquestra Imperial, atraindo a plateia que chegou mais cedo do que de costume. Moraes Moreira, Roberta Sá e Pepeu Gomes (o único a tocar em todas as edições cariocas do Rock in Rio!) animaram o público com a versão completa da provinha que deram no preview da Cidade do Rock, no dia 9.

Depois de Elba Ramalho, Ivo Meirelles e Fernanda Abreu levantarem a galera, tocando até o Hino Nacional, foi a vez de Lenine e os ciganos do Gogol Bordello realizarem um grande encontro. Depois, coube a Lenine fechar o Palco Sunset com o espetáculo Chão, comemorando seus 30 anos de carreira.

Já no Palco Mundo, o Skank abriu fazendo um repeteco do domingo, chamando Nando Reis para participar das últimas músicas. Se pais e filhos curtiram o primeiro show do Mundo juntos, o segundo, com certeza, fez mais sucesso entre os filhos (e filhas!). Foi só o talentoso e bonitão Phillip Phillips subir ao palco para que a Cidade do Rock fosse tomada pelos gritinhos das meninas. Depois veio John Mayer, que como Phillips, também se apresentava pela primeira vez no Brasil. Com seus solos de guitarra e pose de galã, ele conquistou o público com sucessos de seus quinze anos de carreira.

No fim, foi a vez dos pais dos fãs de Phillip Phillips e John Mayer se prepararem para ver Bruce Springsteen. Depois de 25 anos sem aparecer em terras tupiniquins, ele chegou pontualmente, se desculpou pela ausência prolongada e fez um dos melhores shows da história do Rock in Rio. Com 64 anos, a disposição de “The Boss” é fora do normal: em quase três horas de show, ele foi pra galera várias vezes, emendou música atrás de música de um setlist com 26 canções e se esforçou pra falar português sempre que podia.

Dá uma olhada nos melhores momentos que separamos pra você: http://rcknr.io/POLICE21C

E nesse clima família, com atrações para todas as idades, o Rock in Rio 2013 se prepara para seu último dia. Qual será o grande momento hoje? Só acompanhando pra saber!

Rock in Rio 2013: Sexta-feira de romance e rock

O amor estava no ar ontem na Cidade do Rock. Será mérito do bonitão Bon Jovi?

Na Rock Street rolou até casamento! Os felizardos Alan e Daniele juntaram os trapinhos dois anos depois de pegar o buquê da noiva que casou na mesma Rock Street, em pleno dia de Red Hot Chili Peppers em 2011. Em outra demonstração de amor, dessa vez na Tirolesa, o apaixonado Rafael pediu sua namorada Gisele em casamento na frente do Rock in Rio inteiro! Depois do “sim”, a felicidade foi tanta que ambos foram juntos no brinquedo, sob as palmas do público que aguardava os shows no Palco Mundo.

O amor estava no ar no Rock in Rio!

No Palco Sunset, Mallu Magalhães mostrou que pouca idade não é documento e arrasou junto da Banda Ouro Negro. Outro showzaço foi o de Ben Harper com a lenda viva do blues, Charlie Musselwhite, encerrando as atividades no Sunset e passando a bola pro Palco Mundo.

No Mundo, Frejat, que já havia homenageado Cazuza no primeiro dia de festival, começou botando todo mundo pra pular com alguns dos maiores sucessos do rock nacional. Ele passou o bastão pra galera do Matchbox Twenty, que agitou o público com hits como “3 AM” e “Push“. Mais tarde foi a vez dos canadenses do Nickelback fazerem o primeiro show da banda no Brasil. A plateia delirou ao som de “Photograph“, “Far Away“, “Rockstar” e o grande sucesso “How You Remind Me“.

E depois, claro, veio Bon Jovi! Apesar do susto causado pela saúde do baterista Tico Torres, que ontem chegou a ser levado pro hospital com fortes dores abdominais, deu tudo certo. Ele passa bem, e o substituto Rich Scannella deu conta do recado numa boa.

Não bastassem as fortes emoções causadas por músicas como “Wanted Dead or Alive“, “Always“, “Livin’ on a Prayer“, “It’s my Life“, “You Give Love a Bad Name“, só pra citar algumas, o vocalista galã ainda chamou uma fã no palco, com direito a fotos, vídeos e beijos sob aplausos e gritos animados do público. Rosana, que já tinha assistido a 9 shows do ídolo e subido ao palco em 1995, mal podia acreditar:

Ontem foi definitivamente o dia do romance na Cidade do Rock. Você pode conferir os melhores momentos aqui: http://rcknr.io/POLICE21C

E hoje, qual será a surpresa no Rock in Rio? Vem descobrir com a gente!

O Rock in Rio recomeça pesado como nunca

Ontem foi dia do som pesar na Cidade do Rock!

Numa avalanche de camisetas pretas, a segunda etapa do Rock in Rio começou com os fãs mais dispostos do que nunca. O público já lotava a área do Palco Sunset antes do primeiro show!

O clima deu a dramaticidade característica de um dia de metal: as nuvens negras e o vento forte deixaram ainda mais intensas as apresentações no Palco Mundo no fim do dia, em meio à papas macabros, gritos de “Grunge is not dead” e muito, mas muito rock! Felizmente, as trevas ficaram só no susto (e nos palcos!) e não rolou mais do que um chuvisco no fim da noite.

Entre os destaques do dia, os aterrorizantes Rob Zombie e Ghost B.C. fizeram showzaços que prenderam a atenção e, ao mesmo tempo, encheram de medo o público dos palcos Sunset e Mundo, respectivamente. No Sunset, inclusive, os fãs de heavy metal ficaram satisfeitíssimos e já puderam se aquecer para o domingo com as apresentações de República + Dr. Sin + Roy Z, Almah + Hibria e o idolatrado Sebastian Bach.

Já no Mundo, os trabalhos foram inciados com muita propriedade pelo Sepultura e os franceses do Les Tambours du Bronx, que felizmente não demoliram a Cidade do Rock, mas o peso era tamanho que foi quase. Depois do Ghost B.C., quem assumiu o palco, e deu um show inquestionável, foi o Alice In Chains, provando que a máxima “Grunge Is Not Dead” ainda está ativa.

O encerramento do dia ficou na conta dos sempre excelentes gigantes do Metallica e sua dose cavalar de thrash metal. E ainda bem que foi o encerramento, afinal, o público ficou completamente esgotado depois das inúmeras pauleiras lançadas por James, Lars, Kirk e Robert. Se bem que pela reação do público, parece que os caras poderiam tocar por mais 5 horas sem parar.

Separamos os melhores momentos de ontem pra você conferir aqui: http://rcknr.io/POLICE21C

E o Rock in Rio continua. Bora animar ainda mais essa festa!